Não se esqueça!

.
O Blog Ana e os Bonecos está com novo formato e muitas novidades para vocês!
Não deixem de visitar: basta clicar sobre a imagem abaixo e você será redirecionado.
Ou se preferir, digite www.anaeosbonecos.com.br no seu navegador.
.

O novo Ana e os Bonecos já está no ar! E agora com muito mais espaço e praticidade, e com o uso de ferramentas exclusivas para levar toda o encanto do Teatro de Bonecos até você.
Basta clicar sobre o convite acima e você será direcionado ao novo blog.
Estamos esperando sua visita!

Equipe Ana e os Bonecos



"Belas e lúdicas as ilustrações prendem a atenção e despertam a fantasia que une adultos e crianças." (Bons Fluídos, fev. 2009)



* Acima, lápis de cor e aquarela sobre canson. Analu Alves - 05/2010.



Páginas

.
*Lápis de cor sobre Canson. Início - Festa Junina; Links - Congado; Técnica - Festa do Divino; Mamulengo; Fotos - Bois Caprichoso e Garantido; Agenda - Procissão do Fogaréu.



Ana e os Bonecos - Tradutor

Ana e os Bonecos - Pesquisa

Mostrando postagens com marcador "eduardo felix". Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador "eduardo felix". Mostrar todas as postagens

25/02/2010

Oficina de Marionetes em Belo Horizonte:

A Oficina "A Composição da Marionete e a Construção do Movimento" será ministrada de 12 a 16 de abril em Belo Horizonte, M.G. Nela, serão estudados: construção, movimento, afinação e manipulação. 

Na Oficina, o bonequeiro participante construirá sua própria marionete em madeira bem como a cruz de manipulação, a afinará e terá ainda noções de manipulação.

Eduardo Felix, é mineiro e vem desenvolvendo uma pesquisa própria sobre as marionetes de fio. Em dezembro de 2009 esta mesma oficina foi ministrada em Curitiba, Pr., no III Abrace o Boneco Brasil para mestres bonequeiros a convite da ABTB - Associação Brasileira de Teatro de Bonecos.

Para mais informações contate:
Analu Produções
(31)8432-0473 
Related Posts with Thumbnails

01/02/2010

nº 1 - Pedro Patrick Entrevista - Analu Alves

PP: Analu, é um prazer ter você em minha primeira entrevista. Agradeço o convite jornalístico feito à minha pessoa (marionete). E prometo que disponibilizarei em seu blog entrevistas com bonequeiros que têm muito a oferecer à todos que visitam o blog.
Analu: Pedro Patrick, estou muito feliz com você também.

PP: Analu, como você conheceu a arte do teatro de bonecos?
Analu: Como boa mineira, e natural de Belo Horizonte, conheci o teatro de bonecos mais ou menos em 2002 assistindo o Giramundo com a A Bela Adormecida em Divinópolis, MG (na época Circuito Telemig Celular de Culura). Tirei fotos com alguns bonecos mas, foi só. Em 2005 participei da Oficina Bonecos de Minas do Grupo Giramundo, realizada também em Divinópolis. Foi "amor a segunda vista" e minha vida mudou completamente depois da Oficina. Os 2 ministrantes, atuais grandes amigos me ajudaram muito na época e eu mais alguns integrantes da Oficina, em 1 mês depois, já estávamos com um grupo criado. Um grupo não, um Projeto, o Reinados Mineiros e 6 meses depois o espetáculo "ROSARIANDO", que contava as festas de Congado com marotes e bonecos de vara.

Apresentamos algumas vezes e rapidamente nos tornamos grupo o Oficina 33 - Teatro de Bonecos. 

PP: E, quais foram as atividades mais expressivas de você junto ao Oficina 33?
Analu: O Oficina 33 sempre esteve ligado às manifestações populares, assim eu e a equipe do Oficina conseguimos colocar o Grupo por 2 vezes como finalista do Prêmio Culturas Populares do Minc, ano passado ficamos como excedente. Este ano, estamos apreensivos aguardando o resultado. O Oficina apresentou em diversos municípios durante festas de Congado, o que sempre era muito emocionante. Também realizamos projetos via Lei de Incentivo a Cultura, como a nova montagem do Grupo, o espetáculo Alaguseragurê que conta os brinquedos e brincadeiras populares mineiros; este ativo.

PP: E quais foram os momentos mais difíceis?
Analu: Ressalto 3 momentos como os mais difíceis. Em ordem cronológica: manter a equipe do Rosariando que era muito grande ensaiada e pronta a espetáculos de "última hora"; a circulação de atores-manipuladores era muito grande e este foi um problema que gerou stress em toda a equipe; outro seria a dificuldade de manter salários e ajudas de custo. Os investimentos não eram satisfatórios à necessidade do Grupo; o 3º considero o falecimento de uma de nossas integrantes. Uma lindeza que estava na equipe desde a montagem dos primeiros bonecos e faleceu aos 19 anos. 

PP: E o seu trabalho e o Oficina hoje?
Analu: Atualmente o Oficina está com Alaguseragurê ativo e com uma equipe reduzida de integrantes. Também estamos em uma sede provisória mas, acredito que esta seja apenas uma fase. de transição. Acredito muito na proposta do grupo.

Estou trabalhando na maior parte do tempo em BH com o bonequeiro Eduardo Felix. Também estou criando minha produtora, a Analu Produções com Marionetes, um grande sonho! Já temos 2 grupos de Curitiba, a Cia Miiller e o Fio Mágico. A idéia é termos em breve diversos serviços em teatro de bonecos, todos com alta qualificação. E de assim, levar a arte do teatro de bonecos ao conhecimento público não como "animação de eventos" mas, como espetáculos artísticos.

PP: Desejo muita sorte à você!      
Analu: Obrigada PP...

PP: Vamos às últimas perguntas...
PP: Um espetáculo que você assistiu e indica:
Analu: Poemes Visuals de Jordi Bertran

PP: Um bonequeiro:
Analu: Eduardo Felix

PP: Um boneco:
Analu: O Fred que eu manipulo no Alaguseragurê e Seu Geraldo. Ele é lindo!

PP: Um lugar a conhecer:
Analu: O museu do Giramundo e a sede da Cia Manoel Kobachuck em Curitiba. Ambos são mágicos!

PP: Muito obrigada, Analu. Boa sorte!!!
Analu: Obrigada, PP. Salve, salve o teatro de bonecos! 


Related Posts with Thumbnails

14/01/2010

Oficina A Composição da Marionete e a Construção do Movimento

Analu Produções realizará em Belo Horizonte, M.G. de 22 a 26 de fevereiro de 2010, a Oficina A Composição da Marionete e a Construção do Movimento com o bonequeiro Eduardo Felix.

O objetivo dessa oficina é introduzir os alunos no complexo universo das marionetes de fio. Por meio de técnicas especificas de construção e de exercícios de improvisação com objetos e bonecos, buscaremos a mágica e hipnótica ilusão de que a marionete tem peso e vida.

A marionete só existe plenamente na encenação teatral. A ilusão de vida é um fenômeno que ocorre entre o marionetista, a marionete e seu público. Para alcançá-la é necessário trilhar um infinito caminho de aprendizagem. Durante a oficina cada aluno construirá uma marionete e será conduzido à descoberta do seu repertório de ações e movimentos, com exercícios, brincadeiras e jogos teatrais.

Em quatro dias de curso, serão introduzidos princípios e métodos de construção e manipulação de marionetes, possibilitando um desenvolvimento posterior nos alunos.

Público Alvo
Bonequeiros, artistas visuais, artesãos, atores, cenógrafos, dançarinos.

Duração/Carga Horária
5 dias - 5 horas diárias. Total: 25 horas/aula.

Realização
22 a 26 de fevereiro de 2010 (segunda a sexta - feira).
Diariamente de 14 às 19 horas.

Investimento
R$335,00 a vista até 22 de janeiro de 2010
R$350,00 em 2X até 29 de janeiro de 2010
R$385,00 em 2X de 30/01 a 12/02 de 2010
R$385,00 em 1X de 13 a 23 de fevereiro de 2010
(Sempre parcelas iguais; 1ª parcela a vista + cheque ou boleto 2ª parcela para 30 dias)

Mais informações em: www.analuproducoes.blogspot.com ou pelo e-mail analuproducoes@hotmail.com
Related Posts with Thumbnails

28/12/2009

A Concepção da Marionete e a Construção do Movimento

As fotos abaixo são da Oficina realizada em Curitiba, Pr; no III Abrace o Boneco Brasil. Foram trabalhados aspectos teóricos sobre a construção, afinação, movimento e manipulação da marionete de fio. Cada oficineiro construiu sua marionete e os resultados foram apresentados ao público no último dia.
Fotos: Analu Alves e Edson Naindorf.




















Related Posts with Thumbnails

29/11/2009

Marionete Seu Geraldo se apresenta na concentração do Cruzeiro!

No último dia 28 de novembro (sábado), Seu Geraldo se apresentou com seu novo espetáculo "O Caso deu-se como eu Canto" na concentração do Cruzeiro Esporte Clube. O espetáculo aconteceu no auditório da Toca II com a presença de jogadores e dirigentes.



Eduardo e Ariane da adphotos tiraram fotos especiais do espetáculo.Como ainda não as recebemos, disponibilizamos fotos temporárias, para que você sinta um pouco da magia que move o novo espetáculo do Seu Geraldo e da Trupe da Corda Preta.

O Cruzeiro venceu o Curitiba por 4X1 no dia seguinte a apresentação.



Consulte a agenda de espetáculos e conheça Seu Geraldo no
 

 
O Caso deu-se como eu Canto é uma produção do grupo PIGMALIÃO
Construção de marionetes: Eduardo Felix, Evandro Serodio e Tais Scaff

Figurino: Maria do Céu Viana 
Interpretação: Eduardo Felix  
Trilha Sonora: Eduardo Felix, Márcio Gouvêa e Marcos Martins
Produção: Analu Alves

Related Posts with Thumbnails

26/11/2009

Grupo PIGMALIÃO estréia "O Caso deu-se como eu Canto"


O espetáculo O Caso deu-se como eu Canto estreiou nesta quinta - feira no Projeto de Olho no Futuro, patrocinado pelo Banco Mercantil do Brasil (Belo Horizonte, M.G.). Foram realizadas 2 apresentações: 1 pela manhã e 1 a tarde. Aproximadamente 300 crianças assistiram ao espetáculo.


O Banco Mercantil apoiou o intercâmbio de Eduardo Felix à França, cidade Charléville Mézières, onde o artista estagiou junto a Stephem Mottran, um dos mais reconhecidos bonequeiros do mundo; Eduardo foi selecionado entre apenas 16 em todo o mundo.


O Caso deu-se como eu Canto apresenta a história de Seu Geraldo que sem inspiração, se esforça para compor uma nova música. Neste tempo, na casa do Seu Geraldo, sua neta, filhos, irmã e sua namorada o incomodam ligando um rádio a todo momento e pelos mais variados motivos. Será que Seu Geraldo, que agora que é famoso, anda de avião e não mais de carro, conseguirá compor sua música?

Gênero: fios
Duração: aproximadamente 40 minutos

Público indicado: infanto juvenil, adulto

Construção dos bonecos: Eduardo Felix, Taís Scaff e Evandro Serodio
Figurinos: Maria do Céu Viana
Manipulação: Eduardo Felix
Produção: Analu Alves

Assista ao espetáculo (em Belo Horizonte):


Museu do Brinquedo

Av. Afonso Pena, 2564 - Funcionários Belo Horizonte - MG, 30130-007 - (0xx)31 3261-3992
Dias 08 e 19 de dezembro de 2009.
16 horas
Ingressos: R$8,00 (acesso ao Museu, espetáculo e atividades agregadas).
Related Posts with Thumbnails
 
BlogBlogs.Com.Br